Translate this Page

Rating: 2.9/5 (5364 votos)



DIVISÃO 

Dicas de como ler a Bíblia.

Click na imagem abaixo 

Biblia 

 

   Diário Espiritual. Saiba como fazer

Click no livro abaixo.

 

Biblia

DIVISÃO

ORAÇÃO

SACERDOTAL DO SENHOR

JESUS CRISTO

 

 

 

0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI ↓

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS! CLICK

Predestinação

  

 

Livros que serão abertos no Trono Branco

1 Livro da consciência:Rm 2.15; 9.1
2 Livro da natureza: Jó 12.7-9; Rm 1.20; SI 19.1-4
3 Livro da Lei: Rm 2.12; 3.20
4 Livro do Evangelho: Rm 2.16; Jo 12.48
5 Livro da memória: Lc 16.25; Mc 9.44
6 Livros dos atos dos homens: Ap 20.12
7 Livro da vida: Ap 20.12 

(cópiado de:ministeriofogonoaltar)

 

Romano Moderno
1ª hora (prima) 6h
3ª hora (tércia) 9h
6ª hora (sexta) 12h
9ª hora (nona) 15h
12ª hora (duodécima) 18h
1ª Vigília (ou da tarde) 18h às 21h
2ª Vigília (ou da meia-noite) 21h às 24h
3ª Vigília (ou do cantar do galo) 24h às 3h
4ª Vigília (ou da manhã) 3h às 6h

 

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS ↓

A Bíblia

 

Histórias da Criação

click na paisagem

Histórias da Criação

  

 

 

Seu pedido de oração aqui

 

 DIVISÃO


Geo visite

Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança. Salmos 4:8
salmos

Clique aqui e pegue o seu do Site Tony Gifs Javas  


Os babilônios

babilônia

Os babilônios

Há 6.000 anos atrás, o antigo reino da Babilônia ocupava a parte sul do atual Iraque, o território regado pelos rios Tigre e Eufrates, que desembocam no Golfo Pérsico. O terreno é plano, e as cidades surgiram naquela região tão logo as pessoas aprenderam a usar a água como meio para irrigação.

O início da civilização

A Babilônia, como o Egito, foi um dos primeiros centros de civilização no Oriente Médio. Mil anos antes de Abraão, os sumérios já viviam na Babilônia. As cidades altamente organizadas eram governadas por reis e  sacerdotes e, em muitos momentos, lutavam pelo controle da água.

Os templos eram construídos sobre plataformas de tijolos que se transformavam em torres de vários andares, cada novo andar um pouco menor do que o anterior, chegando a uma altura de 50 m (o zigurate).

Os adoradores traziam estátuas de pedra e vasos feitos com esmero, na esperança de serem lembrados pelos deuses. Artesãos trabalham com metais (todos importados) com grande habilidade para criar belas jóias de ouro e prata, instrumentos e armas de cobre e bronze.

A escrita

Grandes populações exigem organização, e foi isto que, provavelmente, levou os sumérios a inventarem a escrita pouco antes de 3000 a.C. A princípio, desenhos ou gravuras representavam objetos, depois seus nomes foram usados para representar seus sons. O sistema convencional usava cerca de 600 símbolos para palavras ou sílabas. A escrita rápida resultou na perda das formas reconhecíveis das figuras. A pressão da ponta de junco na argila mole (o material de escrita) produziu o traço em forma de cunha da escrita cuneiforme. Os babilônios adotaram essa forma de escrita para a sua língua semita.

O poder da Babilônia

A cidade da Babilônia foi uma potência por um breve período na época de Hamurábi (cerca de 1792-1750 a.C.). Só que este reino, que compreendia o restante da Babilônia e da Assíria, não durou muito após a morte de Hamurábi.

A Babilônia dominou o Oriente Próximo por outro breve período, este de grande fama e notoriedade. Após a queda da Assíria em 612 a.C., a Babilônia assumiu o controle de toda a área desde o Golfo Pérsico até a fronteira com o Egito. Em 605 a.C., Nabucodonosor (605-562 a.C.) derrotou o Faraó Neco em Carquemis e ele e seus sucessores mantiveram seu domínio com algumas campanhas para suprimir rebeldes e proteger suas fronteiras.

O último rei, Nabonido (555-539 a.C.), viveu no norte da Árabia por dez anos, provavelmente por motivos religiosos, deixando o reino nas mãos de seu filho Belsazar.

Babilônia e Judá

Judá ficou sujeita à Babilônia depois da batalha de Carquemis (605 a.C.), mas alguns anos depois o rei Joaquim se rebelou. O exército de Nabucodonosor marchou contra Judá e sitiou Jerusalém. O novo rei, Joaquim, foi levado prisioneiro à Babilônia. Com ele, foram levados muitos cidadãos de destaque.

Tábuas com escrita cuneiforme registram as rações destinadas a ele e sua família, na Babilônia. O cerco, juntamente com a data (15 ou 16 de março de 597 a.C.), foi registrado na Crônica Babilônica: "O rei da Babilônia... marchou para o oeste, sitiou a cidade de Judá, e a capturou no segundo dia de Adar. Ele prendeu o rei e apontou um governador de sua escolha..."

Dez anos depois, Nabucodonosor retornou, porque Zedequias, o rei escolhido por ele, se havia rebelado. Desta vez os babilônios destruíram Jerusalém e seu Templo e levaram quase todo o povo para a Babilônia (587/6 a.C.).

A Babilônia de Nabucodonosor

Os exilados de Judá foram levados para a grande cidade da Babilônia que Nabucodonosor reconstruíra. O centro da cidade era protegido por um fosso largo e muralhas duplas de tijolo (3,7 m de espessura), com espaço para uma estrada de uso militar entre elas. Das oito grandes portas, a porta de Ishtar, construída em honra do deus babilônio Marduque, é a mais conhecida atualmente.

A porta era decorada com fileiras alternadas de touros (símbolo de Adade, o deus do clima) e dragões (símbolo de Marduque) feitos de tijolos esmaltados. A Rua da Procissão (pela qual eram levadas estátuas de deuses na festa do Ano Novo) ia da porta ao centro da cidade e aos grandes templos. Suas paredes eram de tijolos esmaltado azul com leões em alto relevo (símbolo de Ishtar) nas cores vermelho, amarelo e branco. Havia uma pluralidade de templos na Babilônia. O mais importante era o zigurate de Marduque (ou Merodaque), deus patrono da cidade, com seu templo ao lado.

Nabucodonosor construiu um complexo de palácios ao norte, ao lado da Porta de Ishtar. Foi para lá que Daniel foi levado, para fazer parte da corte real.

A queda da Babilônia

Apesar de toda a sua glória, o Império Babilônico durou menos de um século. O exército de Ciro, o persa, tomou a Babilônia em 539 a.C. 

Porta de Ishtar

zigurate

Um zigurate é uma forma de templo, criada pelos sumérios e comum para os babilônios e assírios, pertinente à época do antigo vale da Mesopotâmia e construído na forma de pirâmides terraplanadas.

 

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Mateus 11:28

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

divisão 

DIVISÃO

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

DIVISÃO



DIVISÃO


 

Aceite a Jesus! - Clique aqui!

 

 

DIVISÃO

DIVISÃO 
Dicio.com.br

 

DIVISÃO

Gospel+

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

FONTE DE PESQUISAS DO CONTEÚDO:

COMENTÁRIOS E EDIÇÃO GERAL: EDITORA E PROPRIETÁRIA DO SITE: Maria Digna Cavalcanti 

MATERIAL DAS PESQUISAS MINUCIOSAMENTE ANALISADOS E ESCOLHIDOS. TENDO COMO BASE:

A BÍBLIA

MANUAL BÍBLICO.

LIVROS EVANGÉLICOS DIVERSOS DE VÁRIOS AUTORES.

JORNAIS, REVISTAS, SITES DE NOTÍCIAS ATUAIS GOSPEL(parceria), Links de acontecimentos no mundo cristão, noticiário de última hora, nacionais e internacionais e muitos outros.

Tudo pesquisado com muita dedicação e respeito, fidelidade e amor ao trabalho de divulgação da SANTA PALAVRA DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.

BÍBLIA DE ESTUDO DIÁRIO: Editora Central Gospel

CHAVE BÍBLICA: Geziel Gomes

A ESSÊNCIA DO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO: Editores: Elmer L. Towns/Ben Gutierrez/Ed Hindson/Gary Yates

Guia de Willmington para a Bíblia: Método Teológico e Método cronológico.

TÍTULO DAS PÁGINAS: Maria Digna Cavalcanti /Administradora e proprietária

CONTEÚDOS ADICIONAIS E DIVERSOS: Maria Digna Cavalcanti/Administradora e proprietária.

O leitor tem permissão para divulgar e distribuir os textos, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Ajude-me! Diga não as duplicidades e plágios, sabendo que o Google penaliza duplicidade de conteúdos! Seja original e criativo.

Você é livre para reproduzir os artigos desse site/blog em qualquer meio de comunicação, contudo, não deve infringir a lei de direitos autorais 9.610, sancionada em Fev. de 1998.As reproduções devem conter autores do artigo e endereço do blog. Os que são de Cristo cumprem!

  

DIVISÃO

As sete afirmações "Eu sou..." e os sete "sinais" de Jesus

Evangelho

1. O pão da vida (6.35) Sinal: a multiplicação dos pães (6.5-14)

2. A luz do mundo (8.12) Sinal: a cura do cego de nascença (9.1-41)

3. A porta para as ovelhas (10.7)

4. O bom pastor (10.14)

5. A ressurreição e a vida (11.25) Sinal: a ressurreição de Lázaro (11.1-44)

6. O caminho, a verdade e a vida (14.6)

7. A videira verdadeira (15.1)

Os outros sinais:

-Água em vinho no casamento em Caná (2.1-11)

-Cura do filho do oficial (4.46-54)

-Cura do enfermo no tanque de Betesda (5.1-9)

-Jesus anda sobre o mar da Galiléia (6.16-21)

Veja 3.2; 6.14; 7.31; 20.30-31 para os motivos pelos quais João registrou esses sinais. Jo 2.13-22 indica o sinal supremo: a ressurreição do próprio JESUS. Click na imagem acima. 

 

O AT aponta para Jesus, em quem se cumprem todos os propósitos de Deus.

CONFIRA! Click na imagem abaixo

Imagem floresta

 

Onde situava-se Sodoma e Gomorra?

mapa mar mortoAcredita-se que Sodoma e Gomorra foram submersas após o cataclismo que as destruiu e que as cidades agora se encontram submersas na parte sul do mar Morto, onde há estranhas formações de sal. Betume também é encontrado naquela região, o que se encaixa com os "poços de betume" mencionados em Gn 14.10. Mas nenhuma ruína foi encontrada para identificar essas cidades e, por isso, a localização nunca foi confirmada. Na verdade, as cidades poderiam ter existido em qualquer lugar no vale próximo ao mar Morto.

Geólogos sugerem que um terremoto, comum nessa região volátil, poderia ter causado um grande incêndio e a liquefação do betume numa escala grande suficiente para engolir Sodoma e Gomorra.

mar Morto

 Sodoma e Gomorra

 

Jerusalém a cidade de Davi

mapa de Jerusalém

O povoamento original ficava no cimo do monte, estendendo-se para baixo, na direção da fonte de Giom. "A plataforma" no alto do monte era um lugar fácil de ser defendido e, mais tarde, o Templo  foi erguido naquele local. Segundo a tradição, ali Abraão foi testado em sua fé, quando Deus lhe pediu que sacrificasse seu próprio filho. Hoje, o local é ocupado por uma Mesquita. 

    

Jesus e a Lei

Disse Jesus: Eu sou a porta; se alguém entrar por mim,

salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.

João 10.9