Translate this Page
Ultimas Atualizações
Curiosidades Gerais 1  (18-11-2017)
Os Nomes de Deus  (14-11-2017)
Curiosidades Gerais  (14-11-2017)
O Novo Testamento  (13-11-2017)

Rating: 3.0/5 (5839 votos)





  

 

ler a Bíblia.

Biblia 

 

   Diário Espiritual

Saiba como fazer

AQUI

⇓ 

Biblia

 

a oração do Senhor

 A ORAÇÃO SACERDOTAL DO SENHOR JESUS

 

 0 RECENSEAMENTO

CLICK AQUI 

recenseamento

 

A PESSOA DE JESUS CRISTO
Cristo
 

 

 Eu não acredito em Predestinação... O que você tem a dizer sobre isso? Pode me mostrar biblicamente se isso é verdade?

TIRE SUAS DÚVIDAS

AQUI 

Predestinação

    

ANJOS
Anjos

  

O FRUTO DO ESPÍRITO

  

A DIÁSPORA JUDAICA
Judeus

 

Problemas de natureza sexual na igreja de Corinto. Click aqui ↓

Corinto

 

 

 

 

 

 

 

  

O PRIMEIRO DIA DA PÁSCOA

Reunindo a evidência dos quatro  Evangelhos, podemos sugerir a seguinte sequência de acontecimentos:

Veja JESUS - A RESSURREIÇÃO 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

A PÁSCOA E A ÚLTIMA CEIA
Páscoa

 

A BÍBLIA DO PONTO DE VISTA FEMININO

Gênesis começa com o fato de que homens e mulheres foram criados iguais à vista de Deus e na presença um do outro. A criação de ambos é considerada muito boa (Gn 1.31).

LEIA MAIS

A Bíblia

 

Histórias da Criação

Histórias da Criação

MAIS CURIOSIDADES BÍBLICAS GERAIS ⇓
CURIOSIDADES

 

 


Introdução aos Livros Históricos

Livros Históricos

Imagem de fundo: A Terra Prometida

Os livros de Josué a Ester contam a história dos atos soberanos de Deus ao lidar com a nação de Israel, desde a conquista até a dispersão. Cada livro coloca o foco em pessoas, acontecimentos, ciclos e padrões centrais da história. Embora esses livros descrevam o que os homens fizeram ao longo da história de Israel, eles também contam a história do Deus que opera a fim de cumprir Seus propósitos divinos.

Os chamados livros históricos compõe um terço do Antigo Testamento e servem como continuação da história de Israel após a era dos patriarcas e do êxodo. O livro de Josué começa com a morte de Moisés e, em seguida, passa à aliança de Josué, que conduziu as tribos de Israel na travessia do rio Jordão e na entrada à Terra Prometida. O livro de Juízes funciona como uma transição do sucesso na conquista para as dificuldades de estabelecimento das tribos. Os livros de Samuel, Reis e Crônicas traçam a história dos reis de Israel nas fases de união, divisão e colapso, resultando na deportação de Israel para o cativeiro assírio e na deportação de Judá para o cativeiro babilônico.

A história da sobrevivência de Israel depois do exílio é contada nos livros de Esdras, Neemias e Ester. Os dois primeiros registram o relato dos judeus que retornaram a Jerusalém após a deportação na Babilônia. Ester conta a história da proteção e sobrevivência dos judeus da diáspora que não retornaram à terra natal, antes permaneceram dispersos por todo o Império Persa.

PERSPECTIVA DIVINA

A história bíblica foi escrita a partir de uma perspectiva de interpretação teológica. Em contrapartida, a história ocidental secular costuma ser escrita em estilo naturalista, registrando fatos e interpretando-os como acontecimentos arbitrários que resultam de fatores sociais, políticos ou econômicos. Hill Walton observam: "Causa e efeito no mundo do antigo Oriente Próximo são vistos quase inteiramente em termos sobrenaturais". Desse modo, o estilo dos livros históricos do Antigo Testamento é típico da época de sua origem.

O cânon hebraico inclui os livros históricos de Josué, Juízes, Samuel e Reis sob o título "profetas anteriores" na seção chamada Nevi'im, porque algumas pessoas acreditavam que eles haviam sido escritos pelos profetas Samuel e Jeremias. Os livros históricos inseridos na seção "Escritos" (Ketuvim) do cânon são Esdras, Neemias e Crônicas, pois acreditava-se que haviam sido escritos por Esdras; além do livro de Ester, que foi redigido pelos "homens da grande assembléia" (Talmud).

FONTES BÍBLICAS

Os doze livros que compõe os livros históricos do Antigo Testamento oferecem um rico tesouro de informações sobre  os líderes de Israel: juízes, reis, sacerdotes e profetas. Eles também abrem uma janela para a vida cotidiana do povo: sua cultura, seus costumes, suas crenças, suas práticas, seus sucessos e seus fracassos. Por causa das informações registradas nesses livros, sabe-se mais sobre a vida no antigo Israel do que a respeito de qualquer um de seus vizinhos do Oriente Médio. Leon Wood observa: "Israel era um dos menores países da era pré-cristã, mas sua história teve um grande impacto no mundo".

Os livros históricos abrangem um período de, aproximadamente, 1.000 anos, desde a conquista de Canaã por Josué (cerca de 1405 a.C.) até o período persa, época de Esdras e Neemias (cerca de 430 a.C.). O registro bíblico define os seguintes períodos da história de Israel:

PERÍODOS DA HISTÓRIA DE ISRAEL
1045-1390 A.C. Conquista de Canaã (Js)
1390-1050 A.C. Estabelecimento das tribos (Jz)
1050-1010 A.C. Reinado de Saul (1 Sm)
1010-970 A.C. Reinado de Davi (2 Sm)
970-931 A.C. Reinado de Salomão (1 Rs 1--11)
931-586 A.C. Reis de Israel e Judá (Rs; Cr)
605-535 A.C. Cativeiro babilônico (Rs; Cr)
486-464 A.C. Dispersão dos judeus (Et)
458-430 A.C. Retorno do exílio (Ed; Ne)

A datação precisa de muitos acontecimentos históricos do Antigo Testamento não pode ser determinada por fixo de referência, mas aqueles que coincidem com o governo de reis conhecidos do antigo Oriente próximo (por exemplo, o ataque de Senaqueribe a Ezequias em Jerusalém, em 701 a.C.) possibilitam uma datação precisa. Outras datas dos livros bíblicos são frequentemente limitadas ao número de anos que determinado rei governou (por exemplo, no ano undécimo de Jorão, 2Rs 9.29). Períodos mais longos são indicados (por exemplo, 430 anos no Egito em Êx 12.40 ou 480 anos do êxodo ao quarto ano do reinado de Salomão em 1Rs 6.1), mas, às vezes, as datas de início ou fim não são fornecidas. A solução para esse desafio, escreve Eugene Merrill, é:

[...] Descobrir eventos históricos do antigo Oriente Médio que possam ser datado, a fim de que os acontecimentos do AT sejam associados a eles. Esses eventos consistem, principalmente, em fenômenos astronômicos que podem ser determinados com precisão e textos cronológicos que fazem referência a eles. Quando esses elementos são integrados, surge um quadro cronológico consistente e praticamente certo para os livros históricos do AT.

Os temas dos livros históricos giram em torno da atividade divina de chamar, escolher, punir, redimir e usar a nação de Israel como povo da aliança para cumprir Seus propósitos globais. Nesse sentido, os livros não apenas contam a história da nação e do povo de Israel, mas também a história maior da graça redentora de Deus para com todos os povos (por exemplo: Raabe, a cananeia; Rute, a moabita; Naamã, o sírio). Em cada livro, as promessas da aliança de Deus são expressas em termos de bênção, julgamento, perdão, restauração e preservação.

TEMAS DOS LIVROS HISTÓRICOS
Josué Conquista
Juízes Luta
Rute Raio de esperança
1 e 2 Samuel Reis e profetas
1 e 2 Reis Reis de Israel e Judá
1 e 2 Crônicas Perspectiva sacerdotal
Esdras Reconstrução do Templo
Neemias Reconstrução do muro
Ester Resgate do povo

Escritos principalmente na forma de prosa narrativa, com alguns momentos de expressão poética (por exemplo, o cântico de Débora e Baraque em Jz 5), os livros históricos transportam o leitor pelo túnel do tempo, ao longo de quase um milênio de encontros humanos com a providência divina. O próprio Senhor intervém na vida nacional de Israel para manter as promessas e cumprir as profecias de Sua aliança com o povo, vez após vez.

Muro de Neemias

O Muro de Neemias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIVROS QUE SE PERDERAM

A Bíblia fala de livros, textos e crônicas a respeito da obra de Deus e do Seu povo que se perderam na noite dos tempos. São eles:

O "Livro das Guerras do Senhor". (Números 21.14).

O "Livro do Concerto". (Êxodo 24.7).

O "Livro de Jasher" ou "Livro do Reto". (Josué 10.13. I Samuel 1.18).

O "Livro do Direito do Reino". (I Samuel 10.25).

O "Livro da descrição da Terra Prometida" (Josué 18.5).

As "Crônicas do Profeta Natã e de Gade, O Vidente". (I Crônicas 29.29).

O "Livro dos Sucessos de Salomão".(I Reis 11.41).

O "Livro das Falas de Natã, o Profeta". (II Crônicas 9.29).

A "Profecia de Aías, O Silonita". (II Crônicas 9.29).

As "Visões de Ido, O Vidente". (II Crônicas 9.29).

O "Livro dos Reis de Israel". (I Crônicas 9.1). (Muitos afirmam que não se trata do canônico livro dos Reis).

As "Notas de Jeú", Filho de Hanani. (II Crônicas 20.34).

O "Livro de História de Semaías, O Profeta" (II Crônicas 12.15).

Os "Livros dos Videntes". (II Crônicas 33.19). ("Videntes", eram como se chamavam os Profetas antigos, veja: 1Cr 9.22)

O "Livro de Ido, O Vidente". (II Crônicas 12.15. I Crônicas 9.29 E II Crônicas 13.22). -(Pelo visto, este era muito importante).

Os livros dos profetas que profetizaram o que se encontra em Mateus 2.23. ("Para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas. Ele será chamado Nazareno").

O "Livro das Crônicas de Jeú, Filho de Hanani". (II Crônicas 20.34).

A Verdadeira "I Epístola Aos Coríntios". A Primeira e segunda epístolas que temos em nosso novo testamento deveriam realmente chamar-se segunda e terceira epístolas aos Coríntios, pois antes da primeira que temos, Paulo já havia escrito uma epístola para aquela igreja. Ele diz Em I Coríntios 5.9:"Já por carta vos tenho escrito que não vos associeis com os que se prostituem".

Judas 3 dá ideia de uma outra epístola escrita por esse servo de Deus.

A "Epístola aos Laodicenses". (Colossenses 4.16).

Parece que Paulo havia escrito uma epístola aos Filipenses antes da que temos na Bíblia. (Filipenses 3.1).

O texto de Atos 20.35 não se encontra nos evangelhos. Onde Paulo leu?

Os outros 1004 cânticos de Salomão (I Reis 4.32). E muitíssimos dos 3.000 provérbios que não estão na Bíblia.

Perguntamos. Se todos estes textos existissem hoje, estariam fazendo parte do Cânone Sagrado? Talvez sim. Porém, o importante é que o Espírito Santo sabia o de que necessitávamos e devemos crer que a Bíblia que hoje temos está completa e é suficiente para suprir todas as nossas necessidades espirituais.

(Fonte de parte dessa informação: Webartigos.com /Pelo Rev. Dr. Paulo de Aragão Lins/ As demais informações desse texto: Da edição do Site Costumes Bíblicos).

 

leia a bíblia

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 

curso

 

Visit COSTUMES BÍBLICOS's profile on Pinterest.

 

A primeira Web TV Judaico-Messiânica do mundo. Estudos teológicos, documentários, debates e ministrações sobre Israel e o movimento de Restauração. ACESSE 

tv sião 

bandeira israel

 

dicionário

notícias

Por Gospel+ - Gospel+ Noticias

OREMOS PELA PAZ EM ISRAEL
Adonai